Dia de Trabalho Mortal

The Belko Experiment é o título original.

Dia de Trabalho Mortal – nome em terra “brasilis” – é um filme B.

A sinopse diz: os empregados da empresa Belko têm sua rotina interrompida quando uma ameaça é feita e eles devem seguir as ordens sádicas de uma misteriosa voz. Conforme as horas passam, o caos toma conta do local com todos os funcionários lutando pela sobrevivência.

Dia de Trabalho Mortal é um filme de terror.

Ele não tem um elenco reconhecido, apesar de contar com Tony Goldwyn, de Ghost: o Outro Lado da Vida e Divergente, e a bela Adria Arjona, de A Cidade das Esmeraldas.

Resultado de imagem para adria arjona filmes e programas de tv

Adria

O filme é previsível, óbvio, limitado e com alguns efeitos ruins. A maquiagem também deixa a desejar. A fotografia é fraca, alguns diálogos são sofríveis e o argumento – pelo menos ele – é razoável. Eu diria até bom.

Surpresa…

Enfim, apesar de todos os defeitos listados aí acima ocorre algo inusitado. Creio que devido ao roteiro  bem definido, mesmo tendo tudo de ruim e apenas uma ou duas coisas boas, é legal de assistir. Provavelmente também por ter uma história, além de interessante, simples.

Ele fracassou na intenção inicial que era ressaltar a selvageria de pessoas normais quando se trata de salvar a própria vida. Talvez expor o comportamento selvagem e irracional quando em estresse absoluto. Apesar de ter mostrado isso claramente na telinha, ficou em segundo plano. O diretor australiano Greg Mclean que fez obras interessantes como A Escuridão, também categoria B, não teve sucesso. Parece que está se tornando uma constante em suas obras visivelmente de segunda linha, o tal “fácil de ver”.

Então é simples: se você gosta de experiências novas, quer conhecer um cinema diferente, mais pobre, muna-se de um pouco de boa vontade e veja.

Está no Telecine. Grátis para assinantes.

Quer ajudar o Partiu Cinema?