Setembro em Shiraz



Antes do filme, um reduzidíssimo e particular compêndio: a meu ver, e provavelmente eu esteja errado, não existe religião boa. Não há exceção para essa regra. Apesar delas serem extremamente necessárias, até por uma questão social e para por uma certa ordem no caos, são indistintamente más.

Para não estender demais o texto, pego somente as três maiores correntes: cristãos, muçulmanos e judeus. Todos foram algozes ou vítimas, dependendo apenas da época e do lugar. É uma história que não tem mocinho.

Setembro em Shiraz trata de perseguição religiosa. Neste caso específico as vítimas são os judeus. Sofrem desde roubo puro e simples até a mais sádica e sofisticada tortura, passando por traições, humilhações e tantas outras coisas.

Como disse acima, e convém repetir em épocas do sofrível “politicamente correto” tão presente, neste filme os carrascos são os muçulmanos em plena revolução iraniana em que os Aiatolás tomaram o poder.

O filme, baseado em fatos, é arrebatador.

Salma Hayek

Quando a história mostrada na telona é real, torna-se ainda mais pesada e reveladora. Descortina o que muitas vezes já foi abordado aqui no Partiu Cinema: como somos ruins. Maus. Radicais. Intolerantes. Enfim, poderia usar todo o meu vocabulário e não mensuraria o tamanho de nossa crueldade. E é exatamente isso que longa, de uma maneira simples e objetiva, mostra.

“Cena de cinema”

Há uma tomada memorável, dessas que deveriam entrar para a história do cinema. Cometendo um pouquinho só de spoiler, ela acontece quando o excelente Adrien Brody, de O Grande Hotel Budapeste, presencia o assassinato de alguns prisioneiros. Ouve-se apenas o som dos tiros e a câmara mostra a reação dele a cada disparo. É simplesmente sensacional.

A linda e talentosa Salma Hayek, de Frida e Traffic, está cada vez mais linda e mais talentosa. 

Enfim, a fotografia do filme é estranha, porém boa. A trilha e efeitos são ruins, mas, sem dúvida, a história em si e a interpretação do protagonista valem o filme.

Dispam-se de preconceitos e vejam Setembro em Shiraz . Vejam de alma leve e pensando no que foi falado lá acima: a rigor, essas histórias não têm mocinhos.

Está no telecine, grátis para assinantes.

Elenco principal: (Adrien Brody) (Salma Hayek) [Sinopse]

Seus amigos podem gostar do filme acima.







Quer ajudar o Partiu Cinema?